EVENTOS EM DESTAQUE

FALE CONOSCO

FALE CONOSCO

blogs Católicos

Pastoral da Juventude realiza "RESGATA SENHOR" em Buriti dos Lopes

No domingo (17/08) a Pastoral da Juventude da Paróquia de Nossa Senhora dos Remédios - Buriti dos Lopes, realizou um grande momento de oração, missão, evangelização e louvor no "1º RESGATA SENHOR"
após a chegada dos jovens missionários oriundos das comunidades daquela Paroquia, Pe. Oscar conduziu a acolhida e a  oração para a grande missão que iria acontecer.

“A família é à base do jovem e a célula vital de nossa sociedade”, foi o tema central como reflexão da ação evangelizadora levada pelos jovens que saíram pela manhã visitando as residências e pregando o evangelho à famílias da cidade.

Jovens no arrastão da fé
 
Pela tarde mais de 600 pessoas entre jovens. adultos e crianças, participaram do arrastão da fé, com concentração na Av. Lívio de Carvalho, e percorreu as principais ruas de Buriti dos Lopes, ao som da banda Católica Shekinah e animados pelo grupo de dança Shekinah dance.
Banda Shekinah
 
 
grupo de dança Shekinah Dance levantando os jovens em todo o percurso


O projeto RESGATA SENHOR foi encerrado com a celebração da Santa Missa presidida pelo Pe. Oscar, onde o mesmo em sua passagem pela Paróquia como administrador sempre apoiou a juventude local dando forças e incentivos para a realização de eventos que une e fortalece o alicerce da Pastoral da Juventude.   
 
 
A Banda Católica Nova Vida de Parnaíba fez o desfecho desse dia que marca a caminhada missionária da PJ da Paróquia Nossa Senhora dos Remédios - Buriti dos Lopes (Diocese de Parnaiba)

Fotos-informações: Portal Barrense


















CNBB NE4 - Programação do 3º Encontro Regional de Comunicação

A Pastoral da Comunicação do Regional Nordeste 4, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), promove de 05 a 07 de setembro, na Obra Kolping, em Teresina – PI, o III Encontro de Comunicação da Pascom Regional.

Com o tema: “A comunicação da Igreja no Brasil à luz do Diretório de Comunicação na era da cultura digital”, o encontro tem como objetivo articular, animar e motivar a Pastoral da Comunicação nas Dioceses, tendo presente a cultura gerada pelas novas tecnologias.

O evento será assessorado pela Ir. Élide Fogolari, assessora da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB, Pe. Cloves Andrade de Melo, assessor de comunicação da Rede de Informática da Igreja no Brasil e Dom Eduardo Zielski, Bispo da Diocese de Campo Maior.

Cerca de 150 comunicadores das Paróquias das Dioceses do Regional, são esperados no encontro.
Confira a programação:


DIA 05/09 – Sexta-feira

08:00h ….Acolhida com distribuição de pastas e animação.
09:30h…Lanche.
10:00h…Apresentação da PASCOM REGIONAL – Repasse do 4º. ENCONTRO NACIONAL DA PASCOM e exibição do vídeo: PASCOM REGIONAL. Ao final lançamento de proposta de dinâmica para as dioceses.
12:00…Almoço.
14:00h…Apresentação – Dinâmica das Dioceses.
16:00h…Lanche – Intervalo.
17:00h.Missa – Com transmissão pelas Rádios.
18:00h…Jantar.
19:00h…Apresentação do Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil – Vídeo e debate – Pe. Clovis Andrade de Melo e Ir. Elide Maria Fogolari.

DIA 06/09 – Sábado
06:30h…Café.
07:20h…Leitura Orante na ótica da comunicação – Dom Eduardo Zielski – Bispo de Campo Maior.
08:00h…Espiritualidade do comunicador na ótica do Diretório de Comunicação – Ir. Elide Maria Fogolari.
09:00h…Evangelização na cultura da era digital a partir do Diretório de Comunicação – Pe. Clóvis Andrade de Melo.
10:00h… Lanche – Intervalo.
10:30h…Evangelização na cultura da era digital a partir do Diretório de Comunicação (continuação) – Pe. Clóvis Andrade de Melo.
12:00…Almoço.
14:00h… PASCOM na ótica do Diretório de comunicação – Ir. Elide Maria Fogolari.
15:30h…Lanche – Intervalo.
16:00h…PASCOM na ótica do Diretório de Comunicação (continuação) – Ir. Elide Maria Fogolari.
17:30h…Celebração Eucarística.
18:30h…Jantar.
19:30h…Noite Cultural.

DIA 07/09 – Domingo

07:00h…Celebração Eucarística – Dom Plínio José Luz da Silva – Bispo Referencial.
08:00h…Café.
08:30…Avaliação do Projeto de Comunicação do Regional – Pe. Clóvis Andrade de Melo e Ir. Elide Maria Fogolari.
10:30h…Lanche – Intervalo.
11:00h…Avaliação e Oração de Envio – Pe. Clóvis Andrade de Melo e Ir. Elide Maria Fogolari.
12:00h…Almoço.

Fonte: CNBB-NE4

Diocese de Balsas acolhe 8ª Romaria da Juventude do Maranhão

 
A diocese de Balsas (MA) recebeu no último final de semana, dias 16 e 17 de agosto, a 8ª Romaria da Juventude do Maranhão. Nesta edição, o tema trabalhado foi “Juventude em marcha pela vida: chega de violência e extermínio de jovens!” e lema “O meu desejo é a vida do meu povo” (Est. 7.3b). A Romaria, que também contou com a presença de jovens do Piauí, Tocantins e Pará, é um dos principais eventos organizados pela Pastoral da Juventude (PJ) do Maranhão.

Acompanharam os jovens quatro bispos do regional Nordeste 5 (MA) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB): dom Enemésio Ângelo Lázzaris, da diocese de Balsas; dom Armando Martin Gutierrez, da diocese de Bacabal; dom Elio Rama, da diocese de Pinheiro; dom Vilson Basso, que é referencial juventude do Maranhão e bispo da diocese de Caxias.

O bispo de Balsas, que recebeu  todos esses jovens para a 8ª edição da Romaria de Juventude, dom Enemésio Lázzaris agradeceu a Deus pela presença de cada um e afirmou que “a diocese se sente feliz e honrada em ter acolhido os jovens”. Dom Enemésio deixou clara a necessidade de valorizar sempre mais a juventude das comunidades.

Ao falar da satisfação de estar em Balsas com os jovens de sua diocese, dom Armando Gutierres repetiu palavras usadas pelo papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude. “Participar da Romaria é estar no Rosto Jovem da Igreja, unida na fé em Cristo e na luta contra todo tipo de violência e extermínio, chagas que ferem gravemente a sociedade e a juventude”, disse. Dom Armando ressaltou, ainda, que este é um momento de retomar com entusiasmo a caminhada da Jornada Mundial da Juventude. “Que todas as dioceses do regional possam assumir juntos o compromisso de lutar contra o extermínio e a violência a fim de levar a boa nova a todos os jovens”, acrescentou.

Para dom Elio Rama, a Romaria é um momento único para a Igreja do Maranhão.  “É onde nos encontramos com jovens, mas sobretudo com Jesus Cristo, para voltar às nossas comunidades levando a alegria desse encontro, dessa paz que pode ser vivenciada na grande festa”, declarou o bispo que acompanhou  mais de 300 jovens de sua diocese.

Segundo dom Vilson Basso, “a Pastoral da Juventude demonstra ser uma grande formadora de lideranças para a Igreja e a sociedade”. O bispo acredita que é importante participar de eventos como esse e, assim, “poder voltar para casa animado, entusiasmado e cheio de fé, sabendo que é possível promover o novo, construir uma sociedade diferente e ajudar a Igreja a se renovar”.

Os jovens indígenas Tayza Lopes e Kleber Guajajara foram presenças de destaque na Romaria. Eles reivindicaram e clamaram por espaço entre os jovens brancos, para que juntos possam lutar pela igualdade de direitos, por uma vida digna, com saúde e  educação. Lopes e Guajajara pediram  terra para plantar e dela tirarem seu próprio sustento.

As Romarias da Juventude do Maranhão vêm sendo organizadas desde 1992 pela Pastoral da Juventude do regional Nordeste 5 da CNBB e têm sua história marcada pelo protagonismo juvenil da Igreja local.

fonte: CNBB

Programação da Semana Nacional da Família na Paróquia São Sebastião

A Paróquia  São Sebastião deu inicio a Semana Nacional da Família com a seguinte programação:
11/08, às 19h - Terço da Família (nas Capelas das Comunidades);
12/08, às 17:30h - Renovação dos compromissos  matrimoniais, em     nossa Matriz de São Sebastião;
13/08, às 17:30h - Hora Santa da Família, na  Comunidade  São    Benedito;
14/08, as 17:30h - Hora Santa da Família, na Comunidade Nossa    Senhora da Conceição;
15/08, às 19:00h - no Salão São Francisco, encontro com os namorados e noivos;
16/08, às 17:30h - Hora Santa da Família, na Comunidade Cristo Rei - Concluída a Hora Santa, haverá a caminhada para Comunidade Nossa   Senhora da Consolação, onde haverá às 19:00h Missa da Família; e 17/08, às 09:00h - no Salão São Francisco - Encontro da Família.
O tema para reflexão deste ano é: "A espiritualidade cristã na família: um casamento que dá certo."

Jovens são ungidos no sacramento do crisma em Piripiri

Sábado (09/08) na paróquia de Nossa Senhora dos Remédios em Piripiri, aconteceu a celebração da crisma, na qual foram ungidos 227 jovens no sacramento da confirmação. 
Os jovens crismados participaram ativamente de toda a celebração litúrgica. Entoando os cânticos com muita alegria enriquecendo cada rito da cerimônia.
 
Ao final da celebração, Dom Alfredo posou para as fotos ao lado dos crismados que guardaram este momento pra sempre em vossos corações. (fonte/fotos: Diocese de Parnaiba)
 
O Catecismo da Igreja Católica ensina que a Confirmação – Crisma, pertence, juntamente com o Batismo e a Eucaristia, aos três sacramentos da iniciação cristã da Igreja Católica. Nesse sacramento, tal como ocorreu no Pentecostes, o Paráclito desceu sobre a comunidade dos discípulos, então reunida. Também nele o Espírito Santo desce em cada batizado que pede à Igreja o dom d’Ele [Espírito Santo], dessa forma o sacramento encoraja o fiel e o fortalece para uma vida de testemunho de amor a Cristo.

A Confirmação é o sacramento que completa o Batismo e pelo qual recebemos o dom do Espírito Santo. Quem se decide livremente por uma vida como filho de Deus e pede o Espírito de Deus, sob o sinal da imposição das mãos e da unção do óleo do Crisma, obtém a força para testemunhar o amor e o poder de Deus com palavras e atos. Essa pessoa agora é membro legítimo e responsável da Igreja Católica.

Chama-se Crisma (nas Igrejas Orientais: Crismação com o Santo Myron) por causa do rito essencial que é a unção. Chama-se Confirmação, porque confirma e reforça a graça batismal. O óleo do Crisma é composto de óleo de oliveira (azeite) perfumado com resina balsâmica. Na manhã da Quinta-feira Santa, o bispo consagra-o para ser utilizado no Batismo, na Confirmação, na Ordenação dos sacerdotes e dos bispos e na consagração dos altares e dos sinos. O óleo representa a alegria, a força e a saúde. Quem é ungido com o Crisma deve difundir o bom perfume de Cristo (cf. II Cor 2,15). (formação Canção Nova)


A vocação sacerdotal tem uma origem divina.


Somos chamados não por causa de nossas virtudes ou qualidades, mas apesar delas.  Somos apenas os tijolos, as pedras de que Jesus precisa para construir a sua Igreja.
Deus nos escolheu não por causa de nossas qualidades, mas apesar delas. A vocação é consequência do chamado, da voz divina em Cristo. Essa é uma consequência para todo mundo, mas em cada um é distinta.
O sacerdote católico é sacerdote por uma iniciativa divina, por uma escolha de Deus, por meio da Igreja. É a Igreja que, solenemente, pede ao Bispo a ordenação de um jovem que, por anos, preparou-se para o ministério sacerdotal.
O padre tem três missões, ser sacerdote, ser profeta e ser pastor.

A pessoa do sacerdote é mais santa que o templo, que o altar, que o cálice da missa.
 O sacerdote é uma pessoa consagrada. Ele é de Deus. Deus usa suas mãos para abençoar, par perdoar, para consagrar o vinho e a hóstia, fazendo neles presente o Sangue e o Corpo de Deus. O sacerdote, no entanto, não representa um grau mais elevado de ser cristão.
 Ele é um cristão como os outros cristãos, mas ele é sagrado, consagrado, reservado a Deus, a serviço dos cristãos.
O sacramento da Ordem impõe, pois, uma marca sagrada que não sai mais e que fica para sempre. Depois da ordenação, a pessoa continua sendo o que ela é, com suas qualidades e com seus defeitos. Mas, pela ordenação sacerdotal, Cristo toma conta da pessoa como sua propriedade especial – ela é configurada a Cristo.
Cristo passa a agir na comunidade por seus lábios, por suas mãos, por seu coração. As mãos continuam sendo do Padre, mas elas são também de Cristo.
 Não é o jovem que se consagra a Deus na ordenação sacerdotal, é Deus quem consagra o jovem, pela Igreja, para si, para o serviço do Evangelho e da santificação de seu Povo.
 O Bispo, pelo ritual da ordenação, com um poder que vem de Jesus Cristo, transforma aquele jovem desde a medula de seus ossos, sua mente, seu corpo, seu coração, todo o seu ser, em Sacerdote de Jesus Cristo.
 A transformação acontece na penumbra do mistério. O sacerdote é uma pessoa sagrada e consagrada.
O sacerdote não é um profissional qualquer, “Ele faz algo que nenhum ser humano pode fazer por si, pronuncia, em nome de Cristo, a absolvição de nossos pecados e muda, assim, a partir de Deus , a situação das nossas vidas.
O sacerdócio não é um simples serviço, mas um sacramento.
O sacerdote não é um líder social. Para isso não é necessário ser sacerdote. Por isso, o sacerdote não se prede nem a pessoas, nem a cidades nem a paróquias. Sendo de Deus ele não se compromete exclusivamente com nenhuma pessoa para se comprometer com todas, servindo a todas.
 Ele é de Deus, só de Deus, para sempre.
Firme na fé e fiquem com Deus.

fonte/site: Diocese de Parnaiba

Começa a Semana Nacional da Familia

A Semana Nacional da Família teve inicio neste domingo 10 de agosto e será encerrado no 16 de agosto. O tema central deste ano é "A espiritualidade cristã na família: um casamento que dá certo", que propõe a prática espiritual do casal e em família. O evento é motivado pela Comissão Nacional da Pastoral Familiar, organismo vinculado à Comissão Episcopal para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Criada em 1992, a Semana Nacional da Família é um evento anual e integra o calendário das paróquias e comunidades de todo o Brasil. Para animar a atividade, a Comissão Nacional elabora o subsídio "Hora da Família", que começou a ser editado desde a vinda de São João Paulo II ao Brasil, em 1994, e passou a ser publicada anualmente, estando em sua 18ª edição.
Viver a espiritualidade

Para o bispo de Camaçari (BA) e presidente da Comissão Episcopal para a Vida e a Família, dom João Carlos Petrini, o tema proposto para este ano quer ajudar as famílias na vivência da espiritualidade. De acordo com o bispo, "são gestos de espiritualidade que podem fazer a grande diferença na convivência dos esposos, no crescimento dos filhos na fé, na renovação da alegria pelo amor que se renova no dia a dia pelo dom da graça de Deus".

Hora da Familia 2014O subsídio "Hora da Família" é organizado em duas partes, sendo sete encontros de reflexão sobre a família e dez celebrações como Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia dos Avós, Aniversário de Casamento, Família Cidadã e Eleições, e ainda uma celebração especial para a Copa do Mundo 2014.

Encontros no "Hora da Família 2014"

1º - A espiritualidade cristã na família

2º - A prática espiritual do casal / família: comunhão e fidelidade

3º - Família de Nazaré, modelo de espiritualidade pela confiança e obediência

4º - A Eucaristia Dominical: expressão maior de espiritualidade

5º - A religiosidade e piedade populares no exercício da espiritualidade cristã

6º - Família, Igreja Doméstica: lugar especial de espiritualidade cristã

7º - Desafios da espiritualidade cristã na família pela comunhão

fonte: CNBB

Participe do Festejo de Nossa Senhora do Perpétuo do Socorro em Cocal da Estação-PI

A paróquia de Nossa do Perpétuo do Socorro da cidade de Cocal da Estação (PI) está celebrando desde 05 de agosto a festividade em Honra à Padroeira paroquial, cujo o tem central é "Não tenhas medo Maria! Encontraste graça junto a Deus" Lc1,30. Neste ano durante o novenário é relembrado o drama das vitimas daBarragem de Algodões que neste ano completou 5anos da tragédia que deixou familias desabrigadas e rastro de mortes e destruição que ainda o governo estadual finge em não ver e tão se comover com a situação daqueles que a cinco anos atrás perderam tudo.

O festejo segue até o dia 15 de agosto, encerrando com a procissão da imagem de Nossa Senhora pelas ruas principais da cidade. Durante o novenário está acontecendo celebração da santa missa e no fim a confraternização social. O pároco Pe Roberto Francelino, juntamente com as Irmãs Josefinas e conselho Paroquial convida a todos para participar da Festa em Honra à Nossa Senhora do Perpértuo do Socorro na Matriz da cidade de Cocal da Estação (PI).

Em setembro Diocese de Parnaiba realiza a II Romaria da Família

Em setembro do corrente ano a  Diocese de Parnaíba realiza a sua 2ª Romaria da Família em São Benedito.
A Romaria sairá no dia 13 de setembro  com destino ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima na cidade de São Benedito, no Estado do Ceará. Ao meio dia, será celebrada a Santa Missa presidida pelo nosso bispo Dom Alfredo e concelebrada pelos nossos Presbíteros da Diocese de parnaiba.

No mês de agosto tem Frei Ricardo Regis em: "Uma Canção para recordar"

No dia 22 de agosto você vai conferir Frei Ricardo Regis com o show "Uma Canção para recordar"  no Sesc Avenida em Parnaiba. Frei Ricardo trará em seu repertório canções que nos liga a Deus pai e Deus filho, envolvendo-nos numa verdadeira reflexão celestial. Venha conhecer também esta obra que transforma e evangeliza, na voz de Frei Ricardo Regis ao vivo.

Santa Edith Stein (Tereza Benedita da Cruz)

 Edith Stein (Edit Stain) nasceu na Alemanha, no dia 12 de outubro de 1891, em uma próspera família de judeus. Desde menina, Edith era brilhante nos estudos. Na adolescência viveu uma crise, abandonou a escola, as práticas religiosas e a crença em Deus. Depois, terminou os estudos, recebendo o título de doutora.

Depois de ler a autobiografia de Santa Teresa d'Ávila, a jovem judia foi tocada pela luz da fé e converteu-se ao catolicismo. Sua mãe e os irmãos nunca compreenderam ou aceitaram sua adesão ao Cristo.

Em 1933, chegavam ao poder o partido nazista. Todos os professores que não eram alemãs foram demitidos. Para não ter que abandonar o país, Edith fez-se noviça da Ordem do Carmelo. Com o hábito Carmelita passou a ser chamada de Teresa Benedita da Cruz.

Quatro anos depois, a perseguição nazista aos judeus alemães se intensificou e Edith foi transferida para a Holanda. Em julho de 1942, publicamente os Bispos holandeses emitiram sua posição formal contra os nazistas e em favor dos judeus. Hitler considerou uma agressão da Igreja Católica local e revidou.

Em agosto, oficiais nazistas levaram Edith do Carmelo. Neste dia, outros duzentos e quarenta e dois judeus católicos foram deportados para os campos de concentração. Edith Stein procurava consolar os mais aflitos, levantar o ânimo dos abatidos e cuidar do melhor modo possível, das crianças. Assim ela viveu alguns dias, suportando com doçura, paciência e conformidade a Vontade de Deus.

No dia 07 de agosto de 1942, Edith Stein e centenas de homens, mulheres e crianças, foram de trem para o campo de extermínio de Auschwitz (auschuits). Dois dias depois foram mortas na câmara de gás e tiveram seus corpos queimados.

Reflexão:
Uma leitura dos textos de Edith revela claramente seu forte compromisso com o reconhecimento e desenvolvimento da mulher, assim como o valor da maturidade da vida cristã na mulher, como uma resposta para o mundo. Edith for econhecida pelo seu silêncio, sua calma, sua compostura, seu autocontrole, seu consolo para com outras mulheres, seu cuidado para com os mais pequenos.

Oração:
Deus Pai de bondade, dai-nos ser abençoados pela intercessão de santa Edith Stein e concedei-nos a graça da conversão cotidiana. Por Cristo nosso Senhor. Amém. 

Fonte/site: Portal Catequisar- Colaboração: Padre Evaldo César de Souza, CSsR

comunidades devem ser impulsionadas por novas vocações


Há 30 anos a Igreja no Brasil comemora, em agosto, o Mês Vocacional. A proposta é intensificar com orações, atividades e gestos a realidade vocacional, construindo, assim, uma sólida cultura vocacional. Este ano, o Mês Vocacional tem como tema “Vocações para uma grande missão” e lema “Ide e anunciai” (Mt 11, 4b)

O arcebispo de Palmas (TO) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada, dom Pedro Brito Guimarães, descreve a situação vocacional no país. O bispo explica que há uma diminuição das vocações aos ministérios ordenados e à vida consagrada. “Ainda não estamos à beira do limite tolerável, como em outras partes do mundo, mas já ressentimos esta crise e não podemos ignorá-la”, afirma. Hoje, no Brasil, há 5.568 seminaristas maiores, de Filosofia e de Teologia, enquanto existem 5.570 municípios e 10.720 paróquias. Estatisticamente, a proporção é de um seminarista por município e metade de um seminarista por paróquia.

Segundo dom Pedro, esse cenário retrata a importância que o discurso vocacional deve ter na Igreja e torna necessário que as comunidades sejam impulsionadas por novas vocações. O bispo acrescenta que as famílias devem incentivar seus filhos e filhas na caminhada vocacional e que a igreja precisa articular as equipes vocacionais paroquiais frente a um entusiasmado Serviço de Animação Vocacional e uma Pastoral Vocacional atenta.

O arcebispo lembra que é Jesus Cristo que está no centro de interesse de todo e qualquer anúncio vocacional. Ele cita que Jesus foi o primeiro a rezar pelas vocações e assumiu como causa a questão vocacional, ao ensinar, segundo dom Pedro, a mais eficaz das orações vocacionais: “a colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos! Pedi, pois, ao Senhor da colheita que envie operários para a sua colheita”.

fonte/site: CNBB
 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2014. PARNAIBA CATÓLICA - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger